Menu
Busca domingo, 26 de setembro de 2021
(67) 99874-0557
SENAR-MS Campanha Prevenção Incêndios 2021
INOVAÇÃO

Inmet firma a primeira apólice do Seguro Paramétrico para produção de cacau no sul da Bahia

Os dados meteorológicos das estações do Inmet foram utilizados como indicadores de risco para o contrato entre a seguradora e os agricultores

18 agosto 2021 - 18h36Por Mapa*

De maneira inédita, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) firmou a primeira apólice do Seguro de Índice Paramétrico SIM Inmet para os produtores de cacau do sul da Bahia. A ação tem como objetivo mitigar os impactos das alterações do clima na produção. 
A primeira apólice do seguro paramétrico SIM Inmet vai cobrir a produção de cacau em três fazendas de Ilhéus (BA), com 140 hectares, contra o excesso ou falta de chuvas entre 1º de agosto e 30 de setembro. A ação é realizada em parceria com a NEWE Seguros S.A., a Wiz Corporate Partners, a Dengo Chocolates e ZCO2/BlockC, juntamente com o apoio do Instituto Arapyaú

continua depois da publicidade
Campanha Fendt última semana de Setembro liderboard
continua depois da publicidade
Campanha Fendt última semana de Setembro Square

Os dados meteorológicos das estações do Inmet foram utilizados como indicadores de risco para o contrato entre a seguradora e os agricultores. A data, o evento meteorológico listado e a intensidade foram definidos em comum acordo entre as partes. O período escolhido é o mais sensível para o desenvolvimento, produtividade e qualidade do fruto para os produtores de cacau da região.

“É uma alternativa para oferecer, minimamente, uma garantia caso a chuva não corresponda em um período chave para a floração e desenvolvimento do cacau, um complemento de renda para o produtor e um reconhecimento do valor que tem esse meio de produção sustentável”, afirmou Ricardo Gomes, gerente do Instituto Arapyaú, que atua há 13 anos na região e participou da análise dos parâmetros definidos. O objetivo é evitar impactos como os ocorridos na região da costa do cacau entre 2014 e 2016, quando houve uma seca que acabou com cerca de 50 mil hectares produtivos.

O seguro paramétrico, é um seguro de índice, para a ocorrência de eventos naturais. É diferente do convencional, por não ser necessário haver um dano físico na propriedade rural, causado por um evento climático, para que o segurado tenha direito ao pagamento do seguro. O segurado poderá ser ressarcido caso não tenha sido alcançado índices meteorológicos estabelecidos no contrato, como quantidade de chuva, velocidade e intensidade do vento, temperatura, número de dias de sol, ocorrência de geada, granizo, inundação e outros dados específicos para a região produtora.

A insuficiência de chuva, em um período de crescimento de uma cultura, por exemplo, pode impactar de forma negativa a qualidade do produto a ser comercializado. Neste caso, com o seguro paramétrico, o segurado poderá ser ressarcido em razão do potencial dano à produção, o que reduz os custos ao produtor.

A ministra Tereza Cristina destacou que seguradora e produtor rural asseguram um parâmetro "que vai disparar o gatilho da cobertura de apólice". "O Inmet assegura assim a independência e a veracidade das informações segundo o critério de apuração. O seguro paramétrico é uma solução de gestão de risco que pode ser customizada para atender todos os setores do agronegócio", disse a ministra, ao participar nesta terça-feira (17) de evento da Organização Mundial de Meteorologia (OMM). 

Sustentabilidade

Além do modelo de construção inovador do seguro de índice paramétrico, o primeiro seguro do SIM Inmet contou com indicadores de sustentabilidade para financiar o pagamento do prêmio do seguro. A Dengo Chocolates, produtora de chocolate de alta qualidade com cacau do sul da Bahia, a ZCO2/BlockC, provedora de soluções de descarbonização, juntamente com o Instituto Arapyau, e produtores locais, se uniram para desenvolver um seguro com contrapartida ambiental, pela preservação da Mata Atlântica.

A apólice conta com indicadores de sustentabilidade para financiar o pagamento do prêmio do seguro com crédito de carbono – uma espécie de respaldo que o seguro dá para que os cacauicultores permaneçam na atividade e a floresta não seja desmatada para outros usos. A estrutura dos seguros também contou com uma parcela do benefício proveniente do Programa de Subvenção Rural – PSR.

“O Inmet assegura independência e assertividade ao critério de apuração, com amplo histórico de informações meteorológicas acessadas de forma gratuita. A emissão da apólice é um marco no projeto de financeirização dos dados do Sistema de Informações Meteorológicas”, explica o diretor do Inmet, Miguel Lacerda. 

Investidores

Além do seguro paramétrico, o SIM Inmet visa à construção do derivativo climático negociado na B3. O Inmet tem um Acordo de Cooperação Técnica com a B3 para o desenvolvimento de instrumentos financeiros a partir de dados meteorológicos. Trata-se da visão estratégica da financeirização dos dados meteorológicos que abrirão novas possibilidades ao investidor no Brasil. Por fim, as ações do SIM Inmet contribuem para o aumento das opções ligadas às finanças climáticas e a construção da economia de baixo carbono.

“As ações do SIM Inmet contribuem para o aumento das opções ligadas às finanças climáticas, finanças verdes e a construção da economia de baixo carbono, assim como o crédito de descarbonização. O SIM Inmet é a união com o mercado financeiro e o de seguros e representa uma visão construtiva da nova gestão do Instituto", afirma o assessor do Inmet, Paulo Costa.

Como funciona o SIM Inme

Embora seja algo inovador no Brasil, a contratação de seguros de índice no mundo é da ordem de US$ 100 bilhões ao ano. Os seguros de índices climáticos não somente contribuem para maior previsibilidade dos negócios das empresas, como também ajudam a melhorar a sua avaliação de crédito no mercado. 

A seguradora e o produtor rural acordam um parâmetro que vai disparar o gatilho de cobertura da apólice. Esse parâmetro é ligado a variáveis climáticas medidas pelas estações meteorológicas do Inmet, como por exemplo excesso ou falta de chuva, vento ou temperatura.

O contrato de seguro define o período em que o parâmetro precisa ser atingido, a localização de cobertura e a estação do Inmet que determinará o parâmetro meteorológico. O Inmet assegura independência e assertividade ao critério de apuração. Se o parâmetro for atingido na localização e período contratados, a indenização é feita conforme o contratado.

O seguro paramétrico não indeniza a perda pura, mas antecipadamente concorda em efetuar um pagamento na ocorrência de um evento desencadeante. O gatilho é a expectativa de prejuízo, e não o dano material direto. O seguro paramétrico é uma solução de gestão de risco que pode ser customizada para atender todos os setores do Agronegócio. Dentro de uma visão mais ampla, o seguro de índice pode ser customizado para mitigação do risco climático sobre a atividade de geração de energia elétrica hidráulica, solar, eólica e, ainda, sobre a mitigação das consequências trazidas em catástrofes climáticas.

*Conteúdo: Mapa

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate
ECONOMIA
MS tem crescimento populacional acima da média nacional, com agronegócio impulsionando interior
ARMAZENAMENTO
Conab tem 150 imóveis qualificados no PPI; Hortomercados do RJ estão incluídos
PERSPECTIVAS
Conab estima produção total de 289,6 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22