Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner
AGROECOLOGIA

Fertilizante natural e liberado para orgânicos na UE amplia produção em 20%

Experimentos foram realizados na Embrapa em São Carlos

26 novembro 2019 - 16h27Por Embrapa*

A produção de alfafa, milho e capim braquiarão, monitorada em experimentos da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos, SP), teve um incremento médio de 20% após o uso da Polihalita. Trata-se de um fertilizante natural, solúvel, composto por múltiplos nutrientes e registrado na União Europeia como produto autorizado para culturas orgânicas. Resultados de estudos com o uso dessa substância foram mostrados no início do mês no sul da China, na cidade de Kunming, pelo pesquisador Alberto Bernardi.

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
JA Training

Ele explica que o fertilizante mais tradicional usado por produtores brasileiros é o cloreto de potássio. O Brasil importa 95% do potássio que utiliza e há uma relação de dependência de grandes fornecedores. Já a Polihalita é composta por uma mistura de sulfato de potássio, cálcio e magnésio. “É como uma rocha moída”, disse Alberto.

O fertilizante é feito na Inglaterra e a dependência externa será mantida. “Mas é uma alternativa e com vantagens”, afirmou. No caso do capim, a aplicação da Polihalita foi observada no sistema ILP (Integração Lavoura-Pecuária). É uma área em que são praticadas, simultaneamente, a criação de gado e o plantio agrícola.

Alberto explica que a Polihalita pode substituir parcialmente o cloreto de potássio. Embora seja um pouco mais cara, a relação custo-benefício compensa. O fertilizante já é vendido no Brasil e tem sido testado em soja, café, hortaliças e fruteiras.

Experimentos com fertilizantes a base de potássio começaram na Embrapa Pecuária Sudeste em 2001, com financiamento externo do IPI (International Potash Institute). Já foram realizadas aplicações em casa de vegetação e no campo. O instituto acaba de informar que manterá os repasses para pesquisa por, pelo menos, mais dois anos.

O IPI convidou Alberto para o simpósio internacional na China, promovido pelo instituto em parceria com a China Agricultural University e pelo Institute of Soil Science, vinculado à Chinese Academy of Science.

*Fonte: Embrapa

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita