Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Agrinho 11-10 10-09
PESQUISA

Embrapa desenvolve biofertilizantes à base de algas marinhas

Produto já é utilizado no cultivo, mas dependia de importação

14 maio 2019 - 17h01Por Mapa*

Quando o trator vem aplicando o biofertilizante na lavoura, já se sabe que aumentará a sua produtividade em torno de 10% a 15%, afirma o diretor comercial da Dimiagro, Gregori Vieira. Em parceria com a empresa, a Embrapa Agroenergia (Brasília, DF), a Embrapii (Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) e o Sebrae promovem o desenvolvimento de uma pesquisa iniciada no ano passado de biofertilizantes a partir de macroalgas da costa brasileira. Em vídeo produzido pela Embrapa, é possível ver na prática como funciona a aplicação do produto.

continua depois da publicidade
Campanha Agrinho 11-10 10-09

Vieira explica que a grande vantagem para o investimento nessa tecnologia é a redução de custos da importação do extrato de algas oriundas de países com baixas temperaturas, como o Canadá e do bloco europeu. De acordo com o diretor, o objetivo é  atuar na produção em larga escala de extrato de algas no país, reduzindo a dependência de importação. Uma das vantagens ainda é que pode ser desenvolvida em ambientes próprios próximos aos locais onde será aplicada, preservando a alga que nasce naturalmente na costa.

César Miranda, pesquisador da Embrapa Agroenergia, explica o funcionamento e como o produto age nas plantações. "O extrato de algas é muito empregado em culturas perenes e também anuais, em países da Europa e nos Estados Unidos".

“Estamos produzindo um extrato de alga totalmente brasileiro, por isso buscamos a Embrapa. E, com o apoio da Embrapii, isso é possível”, conta Gregori.

Outras tecnologias também podem ser geradas por meio de parcerias como essa. Nesse modelo, a empresa parceira aporta um terço do investimento, a Embrapa entra com seu quadro técnico e a sua estrutura, além de aportar valor equivalente, e o restante foi proveniente da Embrapii.

“São tecnologias personalizadas e que estão de acordo com o produto de interesse da empresa”, destaca Patrícia Abdelnur, pesquisadora da Embrapa Agroenergia e coordenadora dessa Unidade Embrapii.

*Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAFRA DE MILHO
Com 109 sacas, por hectare, Alcinópolis tem a maior produtividade média de MS, na safrinha
ANÁLISE CEPEA
Com novo reajuste, preço do ovo branco se aproxima do recorde nominal
SAFRA DE SOJA 21/22
Incertezas com relação ao comportamento do clima esfriam expectativas de super safra em MS
MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate