Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner
Suinocultura

Suínos: Preço médio pago pelo quilograma vivo cresce 12% em MS

Os dados são da CEASA – Central de Abastecimento de MS que mostram que a média de preço passou de R$ 3,28 para R$ 3,68

22 julho 2019 - 16h44Por Famasul*

No primeiro semestre de 2019 o valor médio do quilograma do suíno vivo no estado aumentou 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo a analista técnica do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Eliamar Oliveira, o cenário é favorável. “A melhoria no preço do suíno vivo é reflexo do desempenho positivo da demanda”, afirma. Os dados são da CEASA – Central de Abastecimento de MS que mostram que a média de preço passou de R$ 3,28 para R$ 3,68. Este é o tema do Mercado Agropecuário desta segunda-feira (22).

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
Programa de fidelização banner 02

No primeiro semestre de 2019 houve retração de 1% nos abates, totalizando 927 mil cabeças e produção de 83,4 mil toneladas representando queda de 5,2% frente as 88 mil toneladas do igual período de 2018. É o que indicam as informações do MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que colocam o estado em 7º no ranking de produção de carne.

O volume de exportações em MS do produto in natura recuou 96%, segundo o MDIC – Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Para Eliamar Oliveira “A produção sul-mato-grossense está, predominantemente, voltada para o consumo interno enquanto outras Unidades da Federação atenderam a demanda do mercado externo, possibilitando ao Brasil aumentar as exportações em mais de 27%”, explica a analista técnica.

*Fonte: Famasul

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita