Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
MERCADO INTERNACIONAL

Embarques de lácteos para a China devem começar ainda em agosto, diz ministra da agricultura

De acordo com Tereza Cristina, Mapa está credenciando médicos veterinários que vão assinar os embarques

26 julho 2019 - 12h18Por Agência Rural*

O governo brasileiro ajusta os últimos detalhes para que o país possa iniciar o envio de produtos lácteos para a China. Em entrevista na manhã de hoje (26), em Campo Grande-MS, a ministra da agricultura, pecuária e abastecimento Tereza Cristina, disse que está praticamente tudo pronto para que o país asiático possa começar a receber os nossos produtos. " Eu imagino que em agosto podemos iniciar os embarques de lácteos para a China. E, isso, eu acredito que vai ser muito bom para o mercado interno que está vivendo uma crise enorme de baixos preços para o produtor", analisa a ministra.

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

O mercado chinês oferece ao Brasil uma grande oportunidade de negócios. Por ano, os asiáticos importam cerca de 800 mil toneladas de lácteos, duzentas mil toneladas a mais que toda a produção brasileira. "É um mercado gigantesco e, uma coisa boa, eles gostam de lácteos de fora", diz Tereza Cristina, lembrando que o Brasil não é um grande exportador de lácteos, mas, que tem tudo para se tornar.

Agora, o Mapa está trabalhando no credenciamento dos médicos veterinários que serão resposáveis por assinar os embarques. Na última terça-feira (23), o ministério da agricultura anúnciou a habilitação de 24 estabelecimentos brasileiros para a exportação de produtos como leite em pó e queijos. A certificação estava acordada com a China desde 2007, mas não havia nenhuma planta brasileira habilitada a exportar. Na viagem que fez ao país em maio, o assunto foi uma das prioridades da ministra.

Exportações

Com a habilitação dos estabelecimentos, a expectativa é o setor exportar US$ 4,5 milhões em queijos, estima a Viva Lácteos - Associação Brasileira de Laticínios. Em 2018, os chineses importaram 108 mil toneladas em queijos. A importação do produto tem crescido a uma taxa média anual de 13% nos últimos cinco anos. 

As exportações brasileiras de queijos cresceram 65,2% nos últimos três anos. Antes da abertura do mercado chinês, o setor já vinha investindo no ingresso dos produtos na China, por meio da participação em feiras.

* Com informações do MAPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes