Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
ANÁLISE CEPEA

Custo de produção da pecuária de corte registra alta no 1º semestre de 2019

De janeiro a julho, o Custo Operacional Efetivo da pecuária de corte subiu 2,12%, na média Brasil

25 julho 2019 - 14h46Por Esalq/Cepea-Usp*

Os custos de produção da pecuária de corte brasileira registraram alta no primeiro semestre de 2019, conforme indicam pesquisas do Cepea em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil).

continua depois da publicidade
ANUNCIO IMPACT 728X60 INSERÇÃO 03 OK
continua depois da publicidade
JA Training

De janeiro a julho, o COE (Custo Operacional Efetivo) da pecuária de corte subiu 2,12%, na “média Brasil” (que considera os estados do AC, BA, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PR, RO, RS, SP e TO). No mesmo período de 2018, a alta havia sido de 1,58%. Ainda assim, a elevação no custo verificada na primeira metade de 2019 está abaixo da inflação (IGP-DI) do mesmo período, que foi de 4,39%.

Segundo a pesquisa do Cepea/CNA, dentre as etapas de produção da pecuária de corte, a que registrou a maior alta nos custos de produção para o período foi a recria engorda.

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPECIAL PUBLICITÁRIO
Fendt IDEAL: nenhuma outra colheitadeira oferece mais tecnologia e potência
SISTEMAS ALIMENTARES
Combate à fome e papel das mulheres na produção de alimentos são temas de evento em Roma
SEGURANÇA ALIMENTAR
PAA já entregou mais de 570 toneladas de alimentos para doação em MS
ANÁLISE CEPEA
Queda externa interrompe movimento de alta dos preços da soja no Brasil
ECONOMIA
MS se mantém na liderança da exportação de tilápia no primeiro semestre de 2021
FINANÇAS
Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade
MERCADO INTERNACIONAL
Temor com variante delta eleva dólar para R$ 5,25
ANÁLISE CEPEA
Indicador do milho se aproxima de R$100/sc
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
90 Anos da Fendt e 25 anos da transmissão vario
ANÁLISE CEPEA
Preço da soja volta a subir com força no Brasil