Menu
Busca segunda, 26 de julho de 2021
(67) 99874-0557
ANÁLISE CEPEA

Valores do suíno vivo seguem em alta no país

Ao mesmo tempo, competitividade da carne diminui

22 agosto 2020 - 18h03Por Cepea/Esalq-Usp*

Pesquisadores do Cepea afirmam que frigoríficos têm repassado as consecutivas altas do suíno vivo para a carcaça e os cortes, na tentativa de garantir margem positiva. Esse cenário tem feito com que o valor da carcaça suína se aproxime das cotações da proteína bovina e, ao mesmo tempo, se distancie da carne de frango. Assim, a competitividade da proteína suinícola diminuiu neste mês frente a estas duas principais concorrentes.

No mercado de suínos, o descompasso entre a oferta de animais e a demanda por novos lotes de suínos para abate têm valorizado consecutivamente os produtos. A demanda externa, principalmente da China, faz com que parte da indústria busque animais do mercado independente para garantir sua linha de produção.

* Conteúdo Cepea/Esalq-Usp

Deixe seu Comentário

Leia Também

FINANÇAS
Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade
MERCADO INTERNACIONAL
Temor com variante delta eleva dólar para R$ 5,25
ANÁLISE CEPEA
Indicador do milho se aproxima de R$100/sc
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
90 Anos da Fendt e 25 anos da transmissão vario
ANÁLISE CEPEA
Preço da soja volta a subir com força no Brasil
OPORTUNIDADE!
Embrapa realiza curso sobre pecuária de leite para jornalistas
ANÁLISE CEPEA
Geadas afastam vendedores do spot; Milho volta a se valoriza
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
Aplicações com resina epóxi transformam cortes de madeira e até pedras em finas obras de decoração
SAFRA 2021/22
Ministério da Agricultura lança plano safra 2021/22 nesta terça-feira (22)
MERCADO INTERNACIONAL
Exportações de carne suína de Mato Grosso do Sul crescem 131% em 2021