Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
(67) 99874-0557
ANÁLISE CEPEA

Poder de compra do suíno aumenta em outubro

Ritmo aquecido das exportações da proteína segue impulsionando a procura por animais e, consequentemente, os valores

24 outubro 2019 - 15h44Por Esalq/Cepea-Usp*

O poder de compra do suinocultor tem aumentado no correr deste mês, de acordo com informações do Cepea, devido aos preços do suíno vivo estarem em alta mais intensa que o registrado para as cotações de milho e farelo de soja.

Quanto ao suíno, o ritmo aquecido das exportações da proteína segue impulsionando a procura por animais e, consequentemente, os valores. Em relação aos insumos, os preços estão em alta devido à demanda aquecida. Sobre as exportações, nas três primeiras semanas de outubro, a média diária de exportação de carne suína in natura esteve em 2,9 mil toneladas, aumento de 24% frente à de setembro, segundo relatório da Secex.

Assim, em 14 dias úteis, foram embarcadas 41,1 mil toneladas. Se esse ritmo se mantiver, serão exportadas 67,6 mil t até o encerramento de outubro.

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate
ECONOMIA
MS tem crescimento populacional acima da média nacional, com agronegócio impulsionando interior
ARMAZENAMENTO
Conab tem 150 imóveis qualificados no PPI; Hortomercados do RJ estão incluídos
PERSPECTIVAS
Conab estima produção total de 289,6 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22