Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99874-0557
ANÁLISE CEPEA

Maior volume estocado pressiona cotação da carne suína

Segundo pesquisadores do Cepea, a desvalorização do suíno vivo, também influência para as baixas

16 agosto 2019 - 11h23Por Esalq/Cepea-Usp*

Os preços da carne suína estão em queda no mercado atacadista da Grande São Paulo. Segundo pesquisadores do Cepea, a influência para as baixas vem do acúmulo de estoques nas redes atacadistas e também da desvalorização do suíno vivo.

Enquanto em julho a carcaça especial suína era negociada a R$ 7,93/kg, em agosto (até o dia 14), a média está em R$ 6,82/kg, recuo de 14%. Ainda assim, vale ressaltar que o preço registrado na parcial deste mês supera em expressivos 25,9%, em termos reais, o registrado no mesmo período do ano passado (valores deflacionados pelo IPCA de julho/19).

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita