Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
MISSÃO OFICIAL

Ponte entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta vai permitir acesso ao Pacífico

Construção da ponte predominou em encontro de Tereza Cristina com o presidente do Paraguai. Questões sanitárias também em discussão com autoridades do país vizinho

09 julho 2019 - 14h37Por MAPA*

A construção de ponte entre Porto Murtinho (MS) e o distrito paraguaio de Carmelo Peralta, que permitirá o acesso do Brasil a portos do Oceano Pacífico foi destacada pela ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), depois de reunião realizada com o presidente do Paraguai, Mario Abdo, e demais autoridades de governo na manhã desta terça-feira (9).

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO

Em viagem ao país, com equipe do ministério e o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, estado que faz divisa com o Paraguai, a ministra declarou que a ponte é “importantíssima para a agricultura brasileira, para a do Paraguai, para o bloco (Mercosul) e toda a região”.

Orçada em US$ 70 milhões, a ponte será construída pela Itaipu Binacional no Paraguai, com conclusão prevista para 2023. A obra integra a Rota Bioceânica e permitirá o acesso rodoviário ao Pacífico em 1.400 quilômetros. A fase atual é de licitação do projeto e da fiscalização.

O governador do Mato Grosso do Sul disse que “a ponte será um marco para a integração dos países da região, para a Rota Bioceânica”. E que “permitirá aumentar a competitividade das nossas exportações e também importações de outros países”.

“O Paraguai é um país vizinho, irmão”, observou a ministra, antes de reunir-se com o ministro da Agricultura do Paraguai, Denis Lichi, para tratar de questões sanitárias entre os dois países. Por essa razão, Tereza Cristina viajou acompanhada dos secretários de Comércio e Relações Internacionais, Orlando Ribeiro; de Política Agrícola, Eduardo Sampaio; de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal e; da Pesca, Jorge Seif.

A expectativa é aproximar os protocolos nas áreas animal e vegetal, facilitando o comércio bilateral da atividade agropecuária. A ministra lembrou o bom relacionamento com o ministro da Agricultura do Paraguai, com quem esteve reunida recentemente em Brasília.

O Acordo Mercosul-União Europeia também foi lembrado ao final da reunião, no Palácio de Governo, pela ministra, pelas autoridades do país e pelo governador Reinaldo Azambuja. Tereza Cristina disse que o esforço conjunto dos países da região foi fundamental para chegar ao entendimento. Assim como o envolvimento do presidente Jair Bolsonaro e os demais presidentes dos  países do bloco.

O governador do Mato Grosso do Sul lembrou que também foram discutidas questões como a integração para a segurança de fronteira na região.

Fonte: MAPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado