Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
(67) 99874-0557
SENAR-MS Campanha Prevenção Incêndios 2021
BLOCO ECONÔMICO

Brics precisa enfrentar tendências ao protecionismo, afirma Tereza Cristina

Em encontro de vice-ministros da agricultura no ministério com representantes da África do Sul, China, Índia e Rússia, ministra disse que desafios exigem união

17 julho 2019 - 13h38Por MAPA*

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta quarta-feira (17) que o principal desafio do bloco formado por Brasil, Índia, China, Rússia e África do Sul (Brics) é resolver tendências ao protecionismo, isolacionismo e unilateralismo. “ (Os desafios) Exigem, como antes, respostas coletivas. Exigem que nos atenhamos à mesma ideia: simples, mas poderosa, de unir forças”, defendeu durante boas-vindas a representantes de delegações do Brics que estão em Brasília para a Reunião de Vice-Ministros de Agricultura do bloco econômico. 

continua depois da publicidade
Campanha Fendt última semana de Setembro liderboard
continua depois da publicidade
SENAR-MS  Campanha Prevenção Incêndios 2021

O encontro é preparatório da 9ª Reunião de Ministros de Agricultura do Brics, que será realizada em Bonito (MS), em setembro. Em Brasília, os representantes da delegação conheceram a sede da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e visitam os laboratórios que testam novas variedades de cana-de-açúcar e bancos de sementes e mudas.

Para a ministra, é uma oportunidade de mostrar as inovações produzidas pela instituição que contribui para o esforço de adaptação da agricultura tropical às mudanças climáticas. Tereza Cristina também destacou que o "Brasil país está pronto e disposto a contribuir para garantir a segurança alimentar global, incorporando, no centro de sua estratégia, os princípios do desenvolvimento sustentável". 

À tarde, o grupo se reúne no auditório do Mapa para discutir pautas ligadas ao desenvolvimento da agropecuária dos países membros. Temas como promoção da ciência, tecnologia e inovação; economia digital; aumento dos contatos entre o setor produtivo e projetos desenvolvidos pelo Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (NDB na sigla em inglês) estão previstos. A reunião será conduzida pelo embaixador Orlando Ribeiro, secretário de Comércio e Relações Internacionais do ministério.

Na quinta-feira (18), as discussões prosseguem e terminam com encontros bilaterais entre os países-membros.

Representantes

O chefe da delegação chinesa é o diretor do Serviço Veterinário do país, LI Jinxiang; da indiana, o secretário Shri Sanjay Agarwal; da africana, o embaixador JN Mashimbye; e da russa, o diretor adjunto Ilia Geraschenko. A brasileira é chefiada pelo secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Ribeiro.

Mercosul

No fim do encontro, Tereza Cristina comentou sobre a Cúpula do Mercosul, que começou nesta quarta-feira na Argentina. Na reunião, o presidente argentino Maurício Macri passará o posto de presidente pro tempore do Mercosul ao presidente brasileiro Jair Bolsonaro. “Nós temos vários temas, o acordo com a União Europeia, que precisa prosseguir e também discutir como isso se dará nos próximos (anos), incluindo a aprovação pelos parlamentos”.

Ela também demonstrou otimismo e afirmou que “as coisas agora caminharão. Nós temos aí um ótimo clima de discussão. No agro,  alguns problemas entre nós, que nos afetam e que temos que trabalhar uma nova maneira de ganhar novos mercados”.

O Brasil estará à frente do grupo nos próximos seis meses e será o anfitrião da próxima reunião do Mercosul, que será realizada no fim do ano em Bento Gonçalves (RS).

*Fonte: MAPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate
ECONOMIA
MS tem crescimento populacional acima da média nacional, com agronegócio impulsionando interior
ARMAZENAMENTO
Conab tem 150 imóveis qualificados no PPI; Hortomercados do RJ estão incluídos
PERSPECTIVAS
Conab estima produção total de 289,6 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22