Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
CADEIA PRODUTIVA

Reunião da Câmara Setorial de Leite e Derivados foi pauta no MAPA

O seguro rural customizado ao segmento foi outro ponto destacado

04 julho 2019 - 10h00Por FAEMG*

O plano de melhoria da competitividade de produtos lácteos foi um dos temas debatidos na reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na terça-feira (2).

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

A Câmara Setorial é presidida por Rodrigo Alvim, presidente também da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA e vice-presidente da FAEMG. Ele explica que o plano para competitividade elenca os pilares que o Brasil precisará avançar para que o leite brasileiro aproveite oportunidades no mercado internacional: “Dentre as questões que precisaremos trabalhar estão a assistência técnica e melhoria da qualidade do leite e da genética do rebanho. O produtor brasileiro é muito competente, mas precisa de apoio para desenvolver sua atividade de forma a tornar o seu produto mais competitivo para exportação”.

O diretor do departamento de estudos e prospecção da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Luís Rangel, apresentou o andamento das estratégicas do plano para promover a segurança jurídica para o pecuarista e para a indústria láctea: “O plano de melhoria da competitividade do leite no Brasil é um dos projetos prioritários do Mapa devido à complexidade da cadeia produtiva considerando os riscos iminentes sofridos em relação à oscilação do mercado”, observou Rangel.
Ele acrescentou que as ações vão estimular a comercialização e a promoção da exportação para o aumento de produtividade, com o intuito incentivar o consumo de produtos lácteos.

O seguro rural customizado ao segmento foi outro ponto destacado. O assessor técnico da Comissão de Nacional da Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Thiago Rodrigues, está desenvolvendo análises sobre os produtos. A intenção é que a CNA mostre às seguradoras a necessidade e importância de viabilizar esse serviço.

Durante a reunião também foi anunciada a criação da Comissão Técnica Consultiva do Leite para atuar na gestão das Instruções Normativas 76 e 77 de 2018, que regulamentam a qualidade, conservação, acondicionamento e transporte do leite.

Entre as ações, será elaborado um manual de procedimento de fiscalização, documento único para nortear a conduta de produtores, fiscais e para a indústria. “Todos esses instrumentos visam aumentar a segurança jurídica do processo de gestão da qualidade da cadeia produtiva do leite”, destacou.

*Fonte: FAEMG

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado