Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
AGRICULTURA FAMILIAR

Recursos do Fadefe viabilizam projeto de produção de sementes no Assentamento Itamarati

Os recursos foram repassados à Prefeitura de Ponta Porã, que vai licitar a compra do maquinário necessário para a secagem, classificação e embalagem das sementes

05 agosto 2019 - 15h28Por *Semagro

Convênio assinado na última sexta-feira (2) entre o governo do Estado e a Prefeitura de Ponta Porã no valor de R$ 1,1 milhão viabiliza projeto de produção de sementes convencionais em desenvolvimento no Assentamento Itamarati. Os recursos são oriundos do Fadefe (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e de Equilíbrio Fiscal do Estado), gerenciado pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), que tem por finalidade o apoio a iniciativas que promovam a geração de emprego e renda e melhorem as condições de vida das pessoas.

continua depois da publicidade
Programa de fidelização banner 02

Os recursos foram repassados à Prefeitura de Ponta Porã, que vai licitar a compra do maquinário necessário para a secagem, classificação e embalagem das sementes, e entregar à Cooperativa Agroindustrial do Assentamento Itamarati (Copaceres). A vigência do convênio é até março do próximo ano, quando todos os equipamentos já devem ter sido adquiridos e feita a devida prestação de contas da verba recebida.

O presidente da Cooperativa, Ronaldo Pucci, conta que o assentamento já produz sementes de milho, feijão e soja convencional (não transgênico), porém em pequena quantidade devido à falta de máquinas para fazer a secagem, classificação e embalagem. “Temos equipamentos rústicos, agora vamos adquirir mais modernos”, salientou.

O convênio vai possibilitar a expansão do projeto que passará a atender 120 assentados e produzir 300 toneladas de sementes de milho, 150 toneladas de sementes de feijão e 50 toneladas de sementes de soja convencional. “Será um reforço substancial na renda dessas famílias. Essa tem sido uma preocupação constante do governo do Estado, que direciona os recursos do Fadefe e de outras fontes para apoiar projetos que beneficiam a Agricultura Familiar”, disse o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

Nessa perspectiva o secretário citou a entrega de patrulhas mecanizadas (mais de mil equipamentos para todos os municípios), a construção de 10 centrais de comercialização dos produtos da Agricultura Familiar e o apoio que a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), órgão vinculado à Semagro, tem dado aos pequenos agricultores com assistência técnica e todo assessoramento necessário.

*Por: Semagro

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes