Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
ANÁLISE CEPEA

Preço do algodão sobe pelo 5º mês seguido

Em janeiro, o Indicador registrou média de R$ 2,7195/lp

05 fevereiro 2020 - 13h13Por Esalq/Cepea-Usp*

A combinação de vendedor firme nos preços pedidos e da baixa oferta de algodão de qualidade tem mantido os valores da pluma em alta, segundo dados do Cepea. Entre 30 de dezembro/19 e 31 de janeiro/20, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 4,5%, finalizando a R$ 2,8099/lp – é o quinto mês consecutivo de alta.

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

Em janeiro, o Indicador registrou média de R$ 2,7195/lp, elevação de 1,86% frente à de dezembro/19. No primeiro mês de 2020, agentes seguiram em “queda de braço” quanto aos preços e à qualidade do produto.

Os lotes oferecidos no mercado doméstico, no geral, são heterogêneos, e/ou apresentam ao menos uma característica, o que dificulta a aprovação de HVI por parte das indústrias e, consequentemente, limita a liquidez.

* Conteúdo Cepea/Esalq-Usp
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita