Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
ANÁLISE CEPEA

Turismo rural pode ser fonte extra de renda

Levantamento mostra que o frutiturismo pode ser uma boa atividade geradora de renda extra para produtores de frutas

15 julho 2019 - 15h53Por Esalq/Cepea-Usp*

Levantamento realizado pela Equipe da revista Hortifruti Brasil, publicação do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, mostra que o frutiturismo pode ser uma boa atividade geradora de renda extra para produtores de frutas. 

continua depois da publicidade
JA Training

No geral, qualquer agricultor pode investir no frutiturismo. Ainda assim, a equipe constatou que produtores que já estão localizados em regiões turísticas tendem a ter muito mais facilidade para desenvolver a atividade frente aos que não estão. 

Nesta matéria, são apresentadas algumas diretrizes para a construção de um frutiturismo sólido e de sucesso. Contudo, nem sempre há necessidade de produtores se adequarem a todos os pontos mencionados – isso vai depender de cada propriedade, objetivo, região, entre outros. E a partir da aplicação destas diretrizes, a atividade tende a se tornar mais coesa, integrada, proporcionando benefícios para as comunidades, em um contexto macro.

Os interessados em implantar o frutiturismo em suas propriedades também precisam avaliar uma série de questões internas de sua produção e relacionadas à comunidade, ao município e à região. Assim, a regionalização é um ponto relevante, no sentido de que torna a atividade mais integrada e fortalecida, além de costumes, história e produções locais. 

Ressalta-se que um frutiturismo ordenado e fortalecido depende fortemente de ações articuladas por parte dos setores público e privado, principalmente no que diz respeito à infraestrutura. Ainda assim, a sustentação da atividade não pode ser garantida, diante das necessidades das constantes adaptações com uma demanda tão heterogênea – o frutiturismo precisa garantir atratividade, acessibilidade, divulgação, infraestrutura, mão de obra, entre outros. 

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAFRA 2021/22
Ministério da Agricultura lança plano safra 2021/22 nesta terça-feira (22)
MERCADO INTERNACIONAL
Exportações de carne suína de Mato Grosso do Sul crescem 131% em 2021
ECONOMIA
Exportações do agronegócio de MS crescem 12% e passam de US$ 2,6 bilhões
ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos