Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
ECONOMIA

Setor de máquinas e equipamentos tem crescimento de 0,7% em 2019

Receita das indústrias de bens de capital ficou em R$ 82,4 bilhões

28 janeiro 2020 - 09h13Por Agência Brasil*

O setor de máquinas e equipamentos teve alta de 0,7% na receita líquida de 2019 em comparação com o ano anterior. Segundo o balanço divulgado hoje (27) pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a receita líquida das indústrias de bens de capital ficou em R$ 82,4 bilhões no ano passado, alcançando R$ 5,9 bilhões em dezembro. O resultado do último mês representou uma queda de 5% em comparação com dezembro de 2018.

continua depois da publicidade
ANUNCIO IMPACT 728X60 INSERÇÃO 03 OK
continua depois da publicidade
JA Training

Exportações

As exportações tiveram uma queda de 7,2% em 2019, totalizando US$ 9 bilhões. A queda foi influenciada pela retração de 18,1% nas vendas para a América Latina, com forte queda nas compras da Argentina (28,1%), Paraguai (23,8%) e Chile (9%). A região responde por 33,7% das vendas para países estrangeiros.

As exportações para a Europa também tiveram queda, com redução de 27,9% no ano. Enquanto as vendas para os Estados Unidos cresceram 15% ao longo do último ano, com o país se tornando destino de 30,5% das exportações do ramo.

Mercado interno

A receita líquida no mercado interno teve alta de 7,1% no ano, com um volume de R$ 46,3 bilhões. Segundo o presidente da Abimaq, José Velloso, parte dessa expansão são empresas que tiveram que comprar novos equipamentos para substituir os que ficaram ultrapassados pela falta de investimento nos últimos anos.

Apesar da melhora, o setor ainda registra um encolhimento de cerca de 35% em comparação a receita média do período de 2010 a 2013. Em dezembro de 2019, as indústrias de bens de capital utilizaram cerca de 71% da capacidade instalada. Para este ano, Velloso estima que as vendas no mercado interno devem ter uma alta de aproximadamente 10%, com um crescimento total do setor de 3% a 4,5% em 2020.

Emprego

O nível de emprego teve alta de 3% em 2019 em comparação com o ano anterior, com a abertura de 1,5 mil vagas. A indústria de máquinas e equipamentos empregava até o fim do último ano 302,3 mil pessoas. Em maio de 2013, o setor chegou a ter 380 mil funcionários.

*Fonte: Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPECIAL PUBLICITÁRIO
Fendt IDEAL: nenhuma outra colheitadeira oferece mais tecnologia e potência
SISTEMAS ALIMENTARES
Combate à fome e papel das mulheres na produção de alimentos são temas de evento em Roma
SEGURANÇA ALIMENTAR
PAA já entregou mais de 570 toneladas de alimentos para doação em MS
ANÁLISE CEPEA
Queda externa interrompe movimento de alta dos preços da soja no Brasil
ECONOMIA
MS se mantém na liderança da exportação de tilápia no primeiro semestre de 2021
FINANÇAS
Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade
MERCADO INTERNACIONAL
Temor com variante delta eleva dólar para R$ 5,25
ANÁLISE CEPEA
Indicador do milho se aproxima de R$100/sc
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
90 Anos da Fendt e 25 anos da transmissão vario
ANÁLISE CEPEA
Preço da soja volta a subir com força no Brasil