Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
REPRESENTATIVIDADE

Produtores rurais assumem cadeira na Frente Parlamentar de Recursos Hídricos de MS

A Frente é coordenada pelo deputado estadual Renato Câmara e conta com mais 10 parlamentares e 29 empresas e entidades do Estado

14 agosto 2019 - 11h43Por Agro Agência*

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG), Alessandro Coelho, assumiu nesta terça-feira (13) uma vaga na Frente Parlamentar de Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.  A Frente é coordenada pelo deputado estadual Renato Câmara e conta com mais 10 parlamentares e 29 empresas e entidades do Estado.

continua depois da publicidade
JA Training

“Nosso papel será a representação dos produtores rurais no desenvolvimento de emendas parlamentares que contribuam com o setor”, explica Alessandro Coelho. “Temos uma série de problemáticas hídricas no Estado e precisamos prevenir danos ambientais e às propriedades, como ocorreu na região do Paiaguás, em que o Rio Taquari inundou fazendas, inviabilizando atividades agropecuárias”, completa o presidente do SRCG.

Segundo o coordenador Frente Parlamentar, Renato Câmara, essa é a finalidade, reunir informações de diferentes agentes, levantar as demandas e agir por meio da casa legislativa. “A consolidação da Frente é para que possamos, através do debate, colher as informações e dados estatísticos, além de previsões que permitam fazer os encaminhamentos. Existem várias metas para Mato Grosso do Sul para proteção dos recursos hídricos, através de pactos federativos”, relata.

"Temos uma grande oportunidade com a colaboração de cada entidade aqui representada, para poder avançar na legislação, avançar em busca de apoio e sensibilização do Governo do Estado, para investimentos", destacou o deputado estadual.

A primeira ação do SRCG para contribuição aos trabalhos da Frente Parlamentar de Recursos Hídricos de MS, será um reunião no dia 3 de setembro, para apresentar questões ligadas ao Rio Taquari e o impacto nas propriedades rurais da região do Paiaguás. “Vamos apresentar a questão ao coordenador da Frente e verificarmos a viabilidade da criação de uma emenda, para evitar maiores impactos”, sinalizou o presidente do Sindicato, que é suplente do assessor para assuntos ambientais do SRCG, Ramão Jardim, titular da Frente Parlamentar.

 *Fonte: Agro Agência

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado