Menu
Busca quarta, 03 de março de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
SUINOCULTURA

Produtores e técnicos buscam maneiras de prevenir a peste suína em MS

Produtores rurais, profissionais e técnicos se reuniram nesta terça-feira (13) no município de Dourados para o Workshop sobre prevenção

14 agosto 2019 - 14h07Por Agro Agência*

Dezenas de produtores rurais, profissionais e técnicos se reuniram nesta terça-feira (13) no município de Dourados para o Workshop sobre prevenção e controle da Peste Suína Africana e Clássica. A iniciativa busca um esforço conjunto para controlar e mitigar os fatores de risco na entrada de doenças no país.

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

Presidente da Asumas (Associação Sul-mato-grossense de Suinocultores), Alessandro Boigues, destacou que a importância da presença massiva demonstra um Estado que ainda não é grande na produção de suínos, mas grande na valorização de pessoas que trabalham com a suinocultura.

“Essa é a nossa força, os profissionais e técnicos que dão a grandeza à nossa suinocultura. A participação demonstra o comprometimento com a nossa produção, o que engrandece nosso Estado. Em alguns anos vamos olhar para esse momento e ver como a nossa suinocultura está se superando”, destacou o produtor e presidente da Asumas.

Representando a ABCS (Associação Brasileira de Criadores de Suínos), a Diretora Técnica Charli Ludtke, lembrou que o workshop que será lançado nacionalmente na quarta-feira (14), foi realizado primeiro em Mato Grosso do Sul, justamente por considerar o potencial produtivo do Estado na suinocultura. 

“Discutirmos sobre como mitigar os fatores de risco e evitar a entrada de novas doenças no Brasil. Precisamos aprender a olhar o todo. O que é risco na propriedade, na cidade, no estado e como é possível reduzi-lo. Neste momento temos que trabalhar biosseguridade das granjas, estudar os fatores de risco. Estamos em um mercado globalizado, as doenças atravessam, fronteiras”, destacou. 

Diretor do Sindicato Rural de Dourados, Michael Araujo, destacou que a entidade está aberta para os produtores do setor e que a suinocultura é uma fonte de diversificação para o produtor. “Nesse momento de incerteza, esse workshop vem para nos trazer informações que serão uteis na tomada de decisão nas propriedades”.

Os workshops serão realizados em mais de 10 estados e serão ministrados pela especialista em epidemiologia das doenças infecciosas, a doutora em medicina veterinária Masaio Ishizuka.

Em Mato Grosso do Sul o encontro é realizado também pela Asumas, Abraves MS (Associação de Médicos Veterinários Especialistas em Suínos) e o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

*Fonte: Agro Agência

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes