Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Fendt última semana de Setembro
ANÁLISE CEPEA

PIB do agro cresce em maio e acumula alta no ano

No acumulado do ano (de janeiro a maio), o PIB passou a apresentar alta, de 0,68%

16 agosto 2019 - 08h12Por Esalq/Cepea-Usp*

O PIB do Agronegócio brasileiro cresceu 0,65% em maio de 2019, de acordo com cálculos realizados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). Com isso, no acumulado do ano (de janeiro a maio), o PIB passou a apresentar alta, de 0,68%. 

continua depois da publicidade
Campanha Fendt última semana de Setembro liderboard
continua depois da publicidade
Campanha Fendt última semana de Setembro Square

Entre os ramos, o agrícola teve leve aumento de 0,13% em maio, mas ainda acumula redução de 0,39% de janeiro a maio de 2019. Segundo pesquisadores do Cepea, esse resultado está atrelado principalmente à queda no segmento primário agrícola. Já o ramo pecuário se destaca, tendo em vista os resultados positivos de 2,06% em maio e de 3,63% no ano.

O segmento de insumos seguiu influenciado positivamente pelo agrícola, com destaques para os preços no período para a indústrias de fertilizantes e a alta na produção anual esperada de defensivos. No caso dos insumos pecuários, o aumento do PIB refletiu especialmente o comportamento da indústria de rações.

No ramo agrícola do segmento primário, verifica-se pressão relacionada a preços e a custos de produção, que leva a uma variação negativa tanto mensal quanto anual. Já para o ramo pecuário, no segmento primário, a oferta mais controlada, com leve alta na média das atividades, e a demanda mais aquecida, notadamente internacional, têm influenciado a elevação de preços, resultando em crescimento. 

Na agroindústria, verificou-se recuperação em maio, para ambos os ramos, com altas nas médias de preço e quantidade produzida. Para a indústria pecuária, destaca-se a sustentação dada pela elevada demanda internacional. Já para a indústria de base agrícola, a alta em atividades como açúcar, celulose e papel e têxtil foram destaques.

Para o segmento de serviços, houve incentivo devido à maior demanda, motivada especialmente pela alta no segmento agroindustrial do agronegócio. 

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate
ECONOMIA
MS tem crescimento populacional acima da média nacional, com agronegócio impulsionando interior
ARMAZENAMENTO
Conab tem 150 imóveis qualificados no PPI; Hortomercados do RJ estão incluídos
PERSPECTIVAS
Conab estima produção total de 289,6 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22