Menu
Busca segunda, 26 de julho de 2021
(67) 99874-0557
BANNER TOPO
ANÁLISE CEPEA

Número de trabalhadores no agronegócio cresce no segundo trimestre

Um crescimento de 1,64% a mais que no trimestre anterior, de acordo com pesquisas realizadas pelo Cepea

02 setembro 2019 - 15h05Por Esalq/Cepea-Usp*

O número de pessoas ocupadas (PO) no agronegócio brasileiro somou 18,37 milhões no segundo trimestre deste ano, 1,64% a mais que no trimestre anterior, de acordo com pesquisas realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a Fealq (Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz)*. 

continua depois da publicidade
ANUNCIO IMPACT 728X60 INSERÇÃO 03 OK
continua depois da publicidade
JA Training

Considerando-se o contingente de ocupados no País como um todo, o crescimento nesse mesmo período foi semelhante, de 1,61%. Dessa forma, a participação do agronegócio no mercado de trabalho brasileiro foi de 19,68% no segundo trimestre de 2019, praticamente a mesma taxa verificada no trimestre anterior. 

A sustentação no número de pessoas ocupadas no agronegócio no segundo trimestre de 2019 em relação aos três meses anteriores está atrelada aos crescimentos nas populações atuantes nos segmentos de insumos, primário e agroindústria, de 2,65%, 2,48% e 2,00%, respectivamente. Dentro do segmento de insumos, especificamente, a maior elevação em termos de ocupações foi verificada nas atividades de produção de fertilizantes e defensivos (13,07%).

PERFIL – Pesquisadores do Cepea indicam que seguem sendo observados movimentos de aumento no nível de informalidade dos empregos, de melhora no nível médio de qualificação da população ocupada e também de elevação na participação feminina no setor. 

Quanto ao perfil dos ocupados em relação às posições e categorias de emprego, na comparação entre o segundo trimestre de 2019 e o mesmo período de 2018, foram observados crescimentos nos números de trabalhadores atuando por conta própria (5,19%) e de empregados sem carteira de trabalho assinada (1,66%). Considerando-se o mercado de trabalho total do Brasil, entre o primeiro e o segundo trimestre, o número de empregados com carteira assinada no setor privado aumentou 0,9% e o de empregos sem carteira, 3,38%.

*Conteúdo: Cepea/Esalq-Usp

Deixe seu Comentário

Leia Também

FINANÇAS
Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade
MERCADO INTERNACIONAL
Temor com variante delta eleva dólar para R$ 5,25
ANÁLISE CEPEA
Indicador do milho se aproxima de R$100/sc
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
90 Anos da Fendt e 25 anos da transmissão vario
ANÁLISE CEPEA
Preço da soja volta a subir com força no Brasil
OPORTUNIDADE!
Embrapa realiza curso sobre pecuária de leite para jornalistas
ANÁLISE CEPEA
Geadas afastam vendedores do spot; Milho volta a se valoriza
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
Aplicações com resina epóxi transformam cortes de madeira e até pedras em finas obras de decoração
SAFRA 2021/22
Ministério da Agricultura lança plano safra 2021/22 nesta terça-feira (22)
MERCADO INTERNACIONAL
Exportações de carne suína de Mato Grosso do Sul crescem 131% em 2021