Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Estapi Art 01 super banner
AGRONEGÓCIO

MS terá R$ 8,2 bilhões em recursos para financiamento da safra 2019/2020

Os números foram apresentados pelo superintendente do Banco do Brasil em MS, Sandro Jacobsen Grando, em solenidade que contou com a presença da ministra Tereza Cristina

10 julho 2019 - 07h00Por Agro Agência*

Mato Grosso do Sul terá R$ 8,2 bilhões em recursos para financiamento da safra 2019/2020, disponibilizados pelo Banco do Brasil. O montante é 24% maior que os R$ 6,6 bilhões da safra passada e dividido entre R$ 6,6 bilhões para custeio, comercialização e industrialização e outros R$ 1,6 bilhão para investimentos.

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

Os números foram apresentados pelo superintendente do Banco do Brasil em MS, Sandro Jacobsen Grando, em solenidade que contou com a presença da ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, o governador Reinaldo Azambuja, o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke e o vice-presidente André Dobashi, entre outras autoridades.

Números do Banco do Brasil mostram que foram contratados R$ 1,15 bilhão em Custeio Agrícola antecipado da Safra 2019/2020, que compreende 520 mil hectares e 66% da safra atual. “Os números de Mato Grosso do Sul são maiores que a média nacional e mostram que acreditamos na força do agronegócio estadual”, disse o superintendente Sandro Jacobsen.

Em relação ao FCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste) Rural, em 2018 foram contratados R$ 1,895 bilhão, enquanto até junho de 2019 os recursos já adquiridos somam R$ 542 milhões. Além disso, há R$ 1 bilhão em projetos internalizados no Banco do Brasil, aguardando aprovação.

“Os números mostram como nosso Estado está pujante, está crescendo. O Estado que mais cresceu na safra passada, com 10% no volume de área plantada, sem supressão de mata, com aumento em cima de área de braquiária degradada. Esperamos esse ano manter um ritmo entre 5% e 8% de crescimento, o que mostra bom desempenho do nosso produtor”, disse o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke.

A ministra Tereza Cristina destacou os bons números do agronegócio de Mato Grosso do Sul, como a expectativa de safra recorde de milho e afirmou que a prioridade do Governo Federal é fomentar uma só agricultura. “Estamos trabalhando para que todos os produtores tenham condições de crescer e se desenvolver. Sabemos das características de cada grupo de produtor, mas queremos uma agricultura junta, unida e produtiva”, destacou.

Fonte: Agro Agência

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita