Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021
(67) 99874-0557
ANUNCIO IMPACT 1260X200 INSERÇÃO 03
AGENDA

Ministra Tereza Cristina inicia agenda de compromissos na China

Um dos temas da visita ao país é a abertura do mercado chinês para outros produtos agropecuários brasileiros

21 outubro 2019 - 16h06Por MAPA*

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) iniciou nesta segunda-feira (21) agenda de compromissos na China. Esta é a segunda visita da ministra ao país este ano.

continua depois da publicidade
ANUNCIO IMPACT 728X60 INSERÇÃO 03 OK
continua depois da publicidade
JA Training

Tereza Cristina reuniu-se com o administrador-geral da GACC, ministro Ni Yuefeng. O órgão é responsável pelas questões sanitárias e fitossanitárias na China. Na pauta, a ampliação dos produtos agropecuários brasileiros exportados para a China, maior parceiro comercial do Brasil. As conversas técnicas sobre tema terão continuidade nesta terça-feira (22).

A delegação brasileira teve encontro também com executivos da BBCA Brazil, grupo de tecnologia de fermentação biológica, para debater a ampliação dos investimentos no Brasil.

Acompanham a ministra o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Orlando Leite Ribeiro, e o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, além de diretores de questões sanitárias e inspeção animal do ministério, adidos agrícolas e representantes da Embaixada do Brasil na China.

Durante a viagem, Tereza Cristina irá se reunir com o Ministro da Agricultura e Assuntos Rurais da China, Han  Changfu.

Na sexta-feira (25), a ministra integra a comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que estará no país. 

Tereza Cristina participará da abertura do Seminário Empresarial Brasil e China, promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e também de uma palestra sobre o agronegócio brasileiro. A ministra retorna ao Brasil no dia 26 de outubro.

Exportações para China

Em maio, a ministra esteve na China, quando se encontrou com o representante da GACC. Depois da visita, a China anunciou a habilitação de 25 plantas frigoríficas do Brasil. Com isso, o número de frigoríficos habilitados a vender carnes para os chineses passou de 64 para 89.  

A China também habilitou 24 estabelecimentos brasileiros para exportação de produtos lácteos, como leite em pó, queijos e leite condensado. A certificação estava acordada com o país asiático desde 2007, mas não havia nenhuma planta brasileira habilitada a exportar. Os chineses são os maiores importadores mundiais de lácteos.

*Fonte: MAPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPECIAL PUBLICITÁRIO
Fendt IDEAL: nenhuma outra colheitadeira oferece mais tecnologia e potência
SISTEMAS ALIMENTARES
Combate à fome e papel das mulheres na produção de alimentos são temas de evento em Roma
SEGURANÇA ALIMENTAR
PAA já entregou mais de 570 toneladas de alimentos para doação em MS
ANÁLISE CEPEA
Queda externa interrompe movimento de alta dos preços da soja no Brasil
ECONOMIA
MS se mantém na liderança da exportação de tilápia no primeiro semestre de 2021
FINANÇAS
Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade
MERCADO INTERNACIONAL
Temor com variante delta eleva dólar para R$ 5,25
ANÁLISE CEPEA
Indicador do milho se aproxima de R$100/sc
ESPECIAL PUBLICITÁRIO
90 Anos da Fendt e 25 anos da transmissão vario
ANÁLISE CEPEA
Preço da soja volta a subir com força no Brasil