Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Ministério firma convênio com Banco do Nordeste para financiar projetos de inovação

Banco fará aporte de R$1,5 milhão para financiar estudos na região do semiárido nordestino

23 agosto 2019 - 14h25Por MAPA*

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) firmou convênio com o Banco do Nordeste (BNB) para subsidiar políticas públicas e privadas de inovação voltadas para o desenvolvimento sustentável da agropecuária no bioma da Caatinga. A parceria permitirá a estruturação do Sistema de Inteligência, Gestão e Monitoramento Territorial Estratégico (SITE), que reunirá dados científicos da região.

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

O convênio foi assinado nesta sexta-feira (23) pela ministra Tereza Cristina, o presidente do BNB, Romildo Rolim, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Celso Moretti, e a Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (Faped).

A plataforma digital será desenvolvida pela Embrapa Territorial para organizar informações georreferenciadas e analíticas dos quadros natural, agrícola, agrário, de infraestrutura e socioeconômico, identificadas por meio de métodos de inteligência territorial. Para cada uma das microrregiões prioritárias, serão indicadas soluções tecnológicas e não tecnológicas disponíveis para os principais desafios de inovação, em colaboração e compartilhamento com as unidades da Embrapa da região.

O Banco do Nordeste aplicará R$ 1,5 milhão para financiamento dos estudos por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci). O projeto será realizado ao longo de 12 meses. O SITE estará disponível ao público. A ferramenta apoiará ações das secretarias do Mapa e demais instituições públicas e privadas. 

Uma das principais políticas que serão subsidiadas pelo sistema é o Plano de Ação para o Nordeste (AgroNordeste), que será lançado em breve pelo governo federal. O plano tem como objetivo apoiar a organização das cadeias agropecuárias, ampliar e diversificar os canais de comercialização, além de aumentar a eficiência produtiva e o benefício social na região.

A ministra Tereza Cristina destacou a importância do programa e ressaltou que a iniciativa corrobora a missão do Mapa de atender a todos os tipos de agricultura e reduzir a distância entre pequenos e grandes produtores. “É um programa novo, diferente de tudo o que já foi feito. É um programa de integração das cadeias produtivas que já existem no Nordeste, mas precisam ser incentivadas e viabilizadas”, declarou.

O presidente da Embrapa, Celso Moretti, ressaltou que o projeto mostra a contribuição do levantamento de informações qualificadas para o desenvolvimento sustentável do Nordeste. "O trabalho que a equipe da Embrapa Territorial tem realizado tem mudado a forma como nós enxergamos a agricultura brasileira. Dados da unidade têm mostrado ao longo dos anos que o agro brasileiro é competitivo, sustentável, seguro e saudável".

O presidente do BNB, Romildo Rolim, enfatizou que o Nordeste tem um agronegócio forte e que o convênio motiva ainda mais o desenvolvimento da região, principalmente o semiárido. “A parceria que a gente está fechando é muito importante. Este é o primeiro de muitos que podemos fazer para fortalecer o agronegócio no Nordeste”, disse.

*Fonte: MAPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado