Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner
ECONOMIA

Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês

Para a CNI, esse resultado mostra que a confiança do empresário industrial segue elevada

18 outubro 2019 - 13h01Por Agência Brasil*

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) ficou praticamente estável em 59,3 pontos em outubro, pelo terceiro mês consecutivo, informou hoje (18) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

continua depois da publicidade
Programa de fidelização banner 02

Para a entidade, esse resultado mostra que a confiança do empresário industrial segue elevada.

Com a queda de apenas 0,1 ponto frente a setembro, o ICEI está 4,7 pontos acima da média histórica e 5,6 pontos superior ao registrado em outubro do ano passado. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão acima dos 50 pontos mostram que os empresários estão confiantes.

O indicador de condições atuais alcançou 52,1 pontos e está, pelo terceiro mês consecutivo, acima da linha divisória dos 50 pontos, que separa da avaliação favorável para a desfavorável. O indicador de expectativas subiu para 62,8 pontos e está 5 pontos acima do registrado em outubro do ano passado, mostrando que os industriais estão otimistas com o desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses.

Índice sobe nas grandes indústrias

A confiança é maior entre as grandes indústrias. Nesse segmento, o índice ficou em 60,2 pontos. Nas médias empresas foi de 59,1 pontos e, nas pequenas, de 57,5 pontos. Nas regiões geográficas, o ICEI é maior entre os empresários do Norte (62 pontos) e do Centro-Oeste (61 pontos). No Nordeste, o indicador ficou em 59,8 pontos, no Sul em 59,2 pontos e, no Sudeste, em 57,9 pontos.

O ICEI antecipa tendências da economia. Empresários confiantes têm mais propensão a fazer investimentos, aumentar a produção e contratar trabalhadores. Tudo isso é fundamental para acelerar o crescimento da economia, explica a CNI.

Esta edição do ICEI foi feita entre 1º e 11 de outubro, com 2.452 empresas. Dessas, 978 são pequenas, 892 são médias e 582 são grandes.

*Fonte: Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes