Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
PARALISAÇÃO

Greve dos caminhoneiros vai mesmo ocorrer?

Possível paralisação dos profissionais estaria agendada para o dia 1º de fevereiro de 2021. Várias entidades que representam os caminhoneiros anunciaram apoio ao movimento.

28 janeiro 2021 - 17h01Por Agência Rural*

A cada dia crescem as especulações sobre uma possível greve nacional dos caminhoneiros. A mobilização, programada para a próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, ganhou corpo com a adesão de entidades que representam os profissionais.

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO

Em sua página, na internet, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, publicou que lideranças dos caminhoneiros do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto (SP), São José dos Pinhais (PR), teriam anunciado apoio à paralisação. O informativo também traz a orientação para que todos os 800 mil motoristas autônomos e celetistas da sua base façam adesão ao movimento.

Nessa quarta-feira (27), a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos deliberaram pelo apoio aos caminhoneiros. A categoria petroleira já estaria organizando protestos em diversos estados do país.

A Associação Nacional de Transporte (ANTB), também confirmou participação na greve. Em entrevista à CNN Brasil, o presidente da ANTB, Jose Roberto Stringascida, disse que a política de preço dos combustíveis é um fator relevante para a paralisação da categoria. Ainda de acordo com a CNN, um ofício enviado ao governo federal pelo Conselho Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas (CNTRC) confirma a paralisação, caso as reivindicações da categoria não sejam atendidas. O grupo sindical afirma ter 40 mil filiados em 22 estados brasileiros.   

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez nesta quarta-feira, um apelo aos caminhoneiros para que desistam da greve. Bolsonaro teria confirmado a intenção do governo em reduzir taxas que impactam diretamente no valor do óleo diesel. Mas, ainda não há nada definido.

Entre as demandas dos caminhoneiros, estão uma aposentadoria especial para o setor, piso mínimo estabelecido para frete e fiscalização mais atuante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). 

E você, acredita que a greve vai ocorrer? Responda à nossa enquete da semana!

* Com informações das fontes: CNTTL, ANTB, FUP e CNN Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANÁLISE CEPEA
Com baixa oferta de animais em peso de abate, preço do suíno vivo sobe
SUA LAVOURA MERECE!
Com 517 cv, Fendt 1000 Vario esbanja tecnologia e é considerado o maior trator monobloco do mundo
BIOTECNOLOGIA
Região Sul-Fronteira de MS é a que mais se dedica ao manejo biológico da soja
70 ANOS!
Eduardo Riedel confirma apresentação nos 70 anos do SRCG
ANÁLISE CEPEA
Alta externa eleva movimentação de soja nos portos brasileiros
MADEIRA
Com grande reserva de madeira, MS tem potencial de exportação para gigantes da celulose
RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado