Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
REPRESENTATIVIDADE

Durante visita do ministro do Turismo a Bonito, Famasul reforça o papel do produtor rural para preservação dos recursos naturais de MS

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, explicou que MS terá investimento de 6,8 milhões

04 julho 2019 - 09h00Por Famasul*

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, lançou nessa quarta-feira (03) o Programa Investe Turismo, em Bonito/MS, município localizado a 258 quilômetros da Capital. O encontro contou com a presença de diversas lideranças políticas e do setor produtivo, entre elas, do presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Maurício Saito.

continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO 02
continua depois da publicidade
A DE ABELHA - ALFABETIZAÇÃO

Álvaro Antônio explicou que o Programa Investe Turismo Brasil terá investimento total de R$ 200 milhões, sendo R$ 6,8 milhões apenas em Mato Grosso do Sul. “O Programa, com base em estudos de viabilidade de 30 rotas turísticas, visa desenvolver o setor de forma estruturada por meio da capacitação profissional dos trabalhadores do turismo, da promoção dessas rotas, nacional e internacionalmente, e da atração de turistas”, destacou. 

Para o governador de MS, Reinaldo Azambuja, o estado apresenta potencial turístico a ser melhor aproveitado. “Nós crescemos pouco nos últimos anos como receptores de turistas do mundo, então temos uma ótima oportunidade para desenvolver a atividade no MS. O resultado deste projeto depende da participação de todos, por isso nossa função aqui é reunir as instituições para promover uma boa ação”, salientou. 

No evento, Saito falou da importância do turismo e do setor produtivo atuarem em conjunto pelo desenvolvimento da região, assim como pela preservação ambiental. “Aqui em Bonito, por exemplo, mais de 42% da área do município são de remanescentes florestais, prova de que é possível produzir de forma sustentável”.

No estado serão contemplados pelo programa os municípios de Campo Grande, Bonito, Aquidauana, Bodoquena, Jardim, Corumbá e Miranda. “A iniciativa propõe maior visibilidade dos atrativos turísticos sul-mato-grossenses que também têm grande potencial para o agro e são referências em sustentabilidade e preservação do meio ambiente. É uma soma de esforços!”, acrescentou Saito.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse que, as rotas Pantanal Sul e Bonito irão potencializar a vocação turística do estado, sobretudo dos sete municípios. “Vamos provocar uma transformação na gestão do turismo nessas rotas estratégicas [...] e a geração de negócios, empregos e renda”, ressalta o ministro.

O Investe Turismo foi lançado com um pacote de ações estratégicas para o setor. A iniciativa terá convênio com o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com o Senai e com o Senac. A instituição do Agro oportunizará aos produtores rurais dos municípios Assistência Técnica e Gerencial em horticultura, para abastecimento das demandas locais.

*Fonte: Famasul

Deixe seu Comentário

Leia Também

RECURSOS HÍDRICOS
MS mantém destaque nacional no cumprimento de metas da ANA na gestão de recursos hídricos
ENERGIA
Semagro entrega licença de operação para usina inédita movida a biomassa de eucaliptos
TECNOLOGIA
Sem tratamento antifúngico adequado, pecuarista pode perder até um terço da silagem
ECONOMIA
Valor da Produção Agropecuária de 2021 deve ser 12,4% maior que o do ano passado
INOVAÇÃO
Empresário cria cerveja à base de soja
BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita