Menu
Busca domingo, 26 de setembro de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Fendt última semana de Setembro
AUDIÊNCIA PÚBLICA

Comissão especial debate subsídios concedidos à agropecuária e competitividade

A comissão foi instalada no mês de abril e tem analisado os setores da economia

12 setembro 2019 - 08h13Por FPA*

Comissão especial da Câmara dos Deputados realizou, nessa terça-feira (10), audiência pública para analisar propostas que tratam de subsídios tributários, financeiros e creditícios concedidos pelo governo federal a setores como agricultura e agroindústria.

continua depois da publicidade
ANUNCIO IMPACT 728X60 INSERÇÃO 03 OK
continua depois da publicidade
SENAR-MS  Campanha Prevenção Incêndios 2021

Autorizada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a comissão foi instalada no mês de abril e tem analisado os setores da economia já contemplados e os que merecem apoio governamental para desenvolverem suas atividades, como os subsídios concedidos pela União: benefícios financeiros (equalização de taxa de juros para a agricultura), creditícios (concessão de empréstimos mais baratos) e tributários (isenções).

Sobre os incentivos fiscais concedidos pela União ao agronegócio, o deputado Evair de Melo (PP-ES), membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), foi claro: “Nós temos que ter muita responsabilidade quando tratamos das questões tributárias para o setor. A agricultura é um céu aberto e o agricultor não tem contracheque. Subsídios e créditos tributários aplicados à agricultura, na verdade, retornam para a economia do país. Não se transformam em lucro para o produtor rural. Significam dar a ele competitividade”.

O coordenador-geral de Suporte Econômico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcelo Guimarães, avaliou que o maior gargalo em relação aos subsídios tributários está na situação do Fundo de Assistência e Previdência ao Produtor Rural (Funrural), que voltou a ser cobrado do produtor por decisão do STF após ter sido suspenso por sete anos. “Há uma necessidade de se resolver esse passivo que se encontra nas mãos dos produtores rurais”, disse.

Já o representante da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Renata Conchon, reforçou que a agropecuária é o setor que menos recebe subsídios do governo federal. Durante sua participação, o analista de planejamento e orçamento do Ministério da Economia, Iran Veiga, fez questão de ressaltar a história de sucesso do agronegócio brasileiro conquistada a partir de muito trabalho do produtor rural e das políticas públicas que apoiaram o setor. “Uma agricultura competitiva, em nível internacional, e isso foi fruto do trabalho de milhares de produtores rurais, mas, principalmente, do apoio governamental das políticas de crédito”.

Projeto de lei – No Parlamento, um projeto de lei tramita no Congresso Nacional e prevê que o governo federal avalie os subsídios. O PL 3648/19 amplia a transparência sobre benefícios tributários, financeiros e creditícios concedidos pela União. A medida obriga o Ministério da Economia a divulgar demonstrativos periódicos sobre o impacto fiscal dessas opções de subsídios. A proposta já passou pelo Senado e tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados.

LDO – A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece que o governo tem que enviar ao Congresso Nacional um plano de revisão de despesas e receitas, inclusive de incentivos ou benefícios de natureza financeira, tributária ou creditícia, para o período de 2019 a 2022. O plano deverá ser acompanhado de propostas legislativas que, entre outras medidas, reduzam pela metade os benefícios tributários no prazo de dez anos.

*Fonte: FPA

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate
ECONOMIA
MS tem crescimento populacional acima da média nacional, com agronegócio impulsionando interior
ARMAZENAMENTO
Conab tem 150 imóveis qualificados no PPI; Hortomercados do RJ estão incluídos
PERSPECTIVAS
Conab estima produção total de 289,6 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22