Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Agrinho 11-10 10-09
2019

Com 2,1 mil novas vagas, agropecuária de MS gera empregos acima da média nacional

Das 948.344 novas vagas de trabalho, 58.833 foram direcionadas à agropecuária

16 janeiro 2020 - 14h31Por Semagro*

Entre janeiro e novembro de 2019, a agropecuária gerou 2.149 novas vagas de emprego em Mato Grosso do Sul, o que corresponde a 11% dos 19.191 postos de trabalho criados no estado. Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) mostram que o agro sul-mato-grossense empregou mais pessoas do que a média nacional, reflexo, segundo o gerente técnico da Famasul, José Pádua, “do bom desempenho de nossas principais cadeias produtivas”.

continua depois da publicidade
Campanha Agrinho 11-10 10-09

De acordo com o levantamento, em todo o país, das 948.344 novas vagas de trabalho, 58.833 foram direcionadas à agropecuária, representando uma fatia de 6%.

“Em Mato Grosso do Sul o salto de 11% no número de novos postos voltados ao agro foi proporcionalmente mais significativo do que o nacional porque as atividades das cadeias produtivas que mais empregam por aqui, como grãos e celulose, apresentaram excelente desempenho no período”, analisa o gerente técnico.

Também demonstra o avanço do setor em Mato Grosso do Sul o aumento de 25% no número de vagas no campo em relação a 2018, passando de 1.719 para 2.149 postos. Em todo o Brasil, o setor teve um saldo de 14% a mais em igual período.

“Diante das perspectivas para 2020 em relação à agropecuária no estado, a tendência é que a quantidade de trabalhadores no campo continue nessa crescente”, espera.

Em 2018, enquanto o saldo estadual de empregos na agropecuária foi 46% maior em relação a 2017, no Brasil o saldo foi negativo, de 38%. (Confira tabela)

Presença no campo - Os números positivos do setor em Mato Grosso do Sul mostram que, cada vez mais, o trabalhador rural precisa estar capacitado para atender às demandas. As estatísticas vão ao encontro ao balanço de ações e atividades do Senar/MS e Sistema Famasul em 2019.

Com atuação em 98,7% dos municípios do estado, o Senar/MS, por meio da Assistência Técnica e Gerencial, visitou mais de 23 mil propriedades, com 50 mil recomendações técnicas e quase 4 mil produtores rurais atendidos com consultorias em 11 cadeias produtivas.

Com polos de educação semipresencial em oito municípios, o Curso Técnico em Agronegócio é outro exemplo de que capacitação é o caminho para a inserção no mercado de trabalho. Em 2019, 86,4% dos alunos formados no curso técnico foram empregados.

*Fonte: Semagro

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAFRA DE MILHO
Com 109 sacas, por hectare, Alcinópolis tem a maior produtividade média de MS, na safrinha
ANÁLISE CEPEA
Com novo reajuste, preço do ovo branco se aproxima do recorde nominal
SAFRA DE SOJA 21/22
Incertezas com relação ao comportamento do clima esfriam expectativas de super safra em MS
MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate