Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner 03
ECONOMIA

CNA mostra que alimentos seguraram inflação em junho

Segundo IBGE, IPCA do mês passado foi de 0,01%. Grupo de alimentação e bebidas tem deflação de 0,25% e alimentos em domicílio caíram 0,39%

10 julho 2019 - 14h36Por CNA*

O comportamento dos preços dos alimentos mais uma vez foi fundamental para segurar a inflação em junho, segundo análise do Núcleo Econômico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) sobre o resultado do Índice de Preços ao consumidor Amplo (IPCA).

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA do mês passado foi de 0,01% em relação a maio. O grupo Alimentação e Bebidas teve deflação de -0,25%, gerando impacto de -0,06% na inflação oficial.

Levando em conta os alimentos em domicílio, a contribuição foi ainda maior para conter a alta do IPCA em junho. Este subgrupo teve recuo de 0,39%, com destaque para as quedas do feijão carioca e rajado (14,8%), preto (8,2%) e mulatinho (6,1%), devido ao incremento de área plantada e boa produtividade.

O preço das frutas caiu, em média, 6,14%, sendo as maiores quedas observadas na tangerina (19,35%), maracujá (15,02%), morango (9,29%), banana prata (4,41%) e banana maçã (4,31%) pela ampliação de oferta e condições climáticas favoráveis.

O preço do pescado caiu 2,19%, puxado pelo aumento de oferta e baixa do preço pago ao produtor. A batata inglesa e os ovos tiveram retrações de 1,34% e 1,14%, respectivamente.

As maiores altas foram observadas nos seguintes itens: tomate: (5,25%), alho (5,24%), frango em pedaços (2,72%), frango inteiro (1,67%), leite longa vida (0,72%) e carnes (0,47%, sendo a carne suína com maior alta, de 4,56%).

*Fonte: CNA

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes