Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
(67) 99874-0557
Campanha Agrinho 11-10 10-09
COMÉRCIO EXTERIOR

Abertura de mercado chinês para queijos anima produtores de MS

As discussões com a China estão na agenda da ministra Tereza Cristina, que deve viajar ao país no dia 17 de agosto

24 julho 2019 - 15h03Por Agro Agência*

A China abriu mercado para a compra de produtos lácteos brasileiros, como leite em pó e queijo, segundo informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O anúncio foi feito pela Ministra Tereza Cristina, nesta terça-feira (23). 

continua depois da publicidade
Campanha Agrinho 11-10 10-09

De acordo com o diretor do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG) e vice-presidente do Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite em MS (Conseleite), Wilson Igi, a notícia soa como “uma luz no fim do túnel” para os produtores de leite, mas os frutos devem ser esperados a curto prazo, já que dependem de vários protocolos sanitários. 

“A abertura é capaz de alavancar o mercado brasileiro, mesmo as exportações se tratando do queijo industrial, que tem escala, teremos impacto no artesanal. Mato Grosso do Sul, por meio do Iagro, trabalha para regulamentar esse queijo e as entidades, como os Sindicatos e o Senar, buscam profissionalizar os produtores e torna-los eficientes para atender as demandas locais e interestaduais”, afirma Igi.

O Sindicato espera que no processo de regulamentação dos produtos artesanais, que o Estado delegue ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM) a fiscalização de determinados produtos. Principalmente àqueles que apresentam menor risco para a saúde humana, como doce de leite, mel e outros de origem animal, diminuindo assim algumas burocracias.

Para o presidente do SRCG, Alessandro Coelho, este é mais um passo na valorização dos produtos artesanais dado pelo Mapa. “Essa abertura de mercado, com o selo lançado recentemente pelo Ministério e o acordo do Mercosul com a União Europeia, projetam o Brasil para novos patamares nos próximos anos. Resultados rápidos de um governo que olha para o produtor e entende suas necessidades”, afirma.

As discussões com a China estão na agenda da ministra Tereza Cristina, que deve viajar ao país no dia 17 de agosto para uma nova rodada de negociações. O Mapa também tenta aumentar o número de frigoríficos brasileiros autorizados.

De acordo com o site do Mapa a habilitação dos estabelecimentos, gera expectativa exportação equivalente a US$ 4,5 milhões em queijos, Valor estimado pela Viva Lácteos (associação que representa a indústria de lácteos). Em 2018, os chineses importaram 108 mil toneladas em queijos. A importação do produto tem crescido a uma taxa média anual de 13% nos últimos cinco anos. 

As exportações brasileiras de queijos cresceram 65,2% nos últimos três anos. Antes da abertura do mercado chinês, o setor já vinha investindo no ingresso dos produtos na China, por meio da participação em feiras.

*Agro Agência

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAFRA DE MILHO
Com 109 sacas, por hectare, Alcinópolis tem a maior produtividade média de MS, na safrinha
ANÁLISE CEPEA
Com novo reajuste, preço do ovo branco se aproxima do recorde nominal
SAFRA DE SOJA 21/22
Incertezas com relação ao comportamento do clima esfriam expectativas de super safra em MS
MERCADO DA SOJA
Saca da soja acumula valorização de 13% em 12 meses, em MS
MANEJO APÍCOLA
A exemplo das abelhas, gestão e logística são essenciais na multiplicação dos enxames
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Cientistas combinam imagens multiespectrais com raios X para analisar sementes
GESTÃO DE RISCOS
Guia virtual orienta produtores sobre o funcionamento do seguro rural
MERCADO FINANCEIRO
Bolsa cai pelo segundo dia e perde 2,48% em agosto
CRÉDITO FUNDIÁRIO
Prazo para análise de financiamento de imóvel para agricultores familiares diminui para seis meses
ANÁLISE CEPEA
Dados oficiais do IBGE confirmam baixa oferta de animais para abate