Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
(67) 99874-0557
Programa de fidelização banner
CLIMA E TEMPO

Março deve começar chuvoso e Meteorologia alerta para possíveis alagamentos

A previsão é do CEMTEC/MS, órgão ligado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar

27 fevereiro 2020 - 11h01Por Semagro*

A frente fria que já se estabelece na Região Centro-Oeste do País deve provocar chuvas intensas na primeira quinzena de março, podendo levar alguns rios a transbordar e causar alagamentos. A previsão é do CEMTEC/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul), órgão ligado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

continua depois da publicidade
Campanha Estampi Art 01 Square Banner

Entre os dias 26 e 5 de março a previsão é que a chuva acumulada chegue a 70 milímetros em grande parte do Estado, sendo que na região Nordeste (Bolsão) o índice pode chegar a 100 milímetros. Na semana seguinte (6 a 13/03) as chuvas continuam fortes nas regiões Norte e Nordeste, enquanto nas demais áreas o acumulado esperado é de até 5 milímetros.

O problema é que o rio Taquari, que passa pela cidade de Coxim, corta a região Norte-Nordeste e já estava com volume de água no limite máximo nessa semana. A Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), órgão ambiental do Estado vinculado à Semagro, emitiu alerta sobre a iminência do rio transbordar desde a quarta-feira. No início da noite de ontem (27) o rio apresentava volume de água de 4,87 metros (com 5 metros já ocorreria o transbordamento), mas na manhã desta quinta-feira começou a baixar, marcando 4,73 metros.

Caso as chuvas continuem na cabeceira do Taquari (região Nordeste) nos próximos dias, o volume de água pode voltar a subir e ocorrer o transbordamento. A equipe do Imasul está em alerta monitorando o comportamento das águas do Taquari e demais rios do Estado. No Miranda (região do Pantanal) chegou a haver transbordamento em trechos do rio na zona rural no início da semana, mas conforme o boletim da Sala de Situação o volume de água baixou 9 centímetros nos últimos três dias e o rio saiu do alerta.

*Fonte: Semagro

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM DO SUÍNO
Cotações do suíno vivo caem em janeiro, enquanto valores dos principais insumos da atividade sobe
INTERNACIONAL
Chamada pública conjunta entre Brasil e Alemanha recebe propostas de projetos de bioeconomia
ANÁLISE CEPEA
Exportações de carne suína recuam em janeiro de 2021
MERCADO DO BEZERRO
Indicador do bezerro, em Mato Grosso do Sul, valoriza 60,6% em 12 meses
COLHEITA DA SOJA
Com atraso, agricultores de MS começam a colheita
EVOLUÇÃO
MS registra o 2º maior crescimento de produção de grãos do País, aponta a Conab
MERCADO DO BOI
Importação de gado vivo do Paraguai preocupa criadores de MS
ECONOMIA
Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias
ECONOMIA
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,60%
OPORTUNIDADE!
Agência Rural lança programa de fidelização de anunciantes